A mulher que gosta de falar #3

A mulher que gosta de falar é a nova “coluna” aqui do blog. Não terá  data fixa, porém. Postarei – um relato, uma curiosidade, um conto - quando estiver inspirada e quiser compartilhar algo mais pessoal com vocês. PS: Espero que não se entediem com minhas baboseiras.
Foi engraçado.

Quando a minha mãe me perguntou como e onde eu e o meu namorado nos conhecemos, eu congelei. A mulher tem mais de 50 anos, viveu numa época em que beijar alguém só acontecia depois de meses de segurar a mão; como dizer pra ela que tudo aconteceu numa festa? 

O que eu estou querendo dizer é que meu romance não é o típico conto de fadas. Meu namorado não é francês, não tem sotaque, não é arrogante e é muito pouco sarcástico.  Em compensação, é louco por animais, gosta de ler e me põe num pedestal de adoração. Não entende meu amor por romances melosos, não concorda com meu fascínio por atores bonitões, não faz questão que eu viva na academia e nunca quis que eu fosse a encarnação das Panicats. Recebe meus livros, lê minhas resenhas, me ajuda a tirar uns livros a mais do carrinho do Submarino quando o orçamento está curto e fica feliz com cada conquista minha aqui no blog. Ele não entende o porquê de tanto alarde, não sabe por que eu fico feliz com pedido de parcerias aceito e com comentários educados e receptivos, porque pra ele, independente de tudo isso, eu sou a melhor blogueira que existe. A única que ele conhece também, mas isso não importa.

O meu namorado não tem frases prontas na cabeça, não vive com um sorriso torto estampado no rosto e nunca fez um tour pela França comigo – Buenos Aires conta? –. O meu amor é melhor do que qualquer personagem gracinha de romances YA. Ele é melhor porque é real e eu não tenho que dividir com nenhuma protagonista mais interessante que eu. É bem melhor sonhar com um cara de fora das páginas, do que de dentro. Porque ele não some quando você acorda.

E eu vivia esperando isso. Vivia criando estórias antes de dormir, sobre como um cara incrivelmente sexy e boa pinta iria me perguntar sobre um livro que eu estaria lendo numa mesa de uma livraria qualquer e bum, se apaixonaria por mim. A minha estória foi bem diferente, muito pouco tradicional, admito, mas foi como deveria ser. Ele ligou no dia seguinte e nós conversamos por meses antes de nos perceber apaixonados. Não foi nada amor à primeira vista no qual, 40 páginas depois, o mocinho faz juras de amor eterno à mocinha; não acredito nisso. Ninguém se apaixona pela aparência da outra pessoa, é a personalidade, são as manias,  – o jeito como ele gagueja na frente da minha mãe, como nunca sabe dizer com qual vestido eu fico melhor: todos estão lindos – que contam. 

Aí eu percebi que não vão vai ter St Clair’s, Ian’s, Jaces na nossa vida. Eles são personagens fictícios e por mais que nos doa reconhecer isso, é a verdade. E se não pararmos de procurar caras que idealizamos, nunca vamos perceber os incríveis que estão por aí. Mas tem que gostar de ler, porque se não perde 50% da credibilidade. E senso de humor é imprescindível. 


PS: Seria legal se vocês não me odiassem ou abandonassem o blog por causa desse texto bem bobinho. Prometo que sexta tem post mais literário e vocês não vão ter que ler sobre besteiras.

28 comentários:

Aione Simões disse... [Responder comentário]

Ai Lu, por mim você pode continuar com textos assim à vontade!
Achei a coisa mais fofa do mundo!
Também acho que nos perder na fantasia nos torna cegos pra enxergar a realidade ao nosso redor! Além disso, é completamente possível encontrar a mágica no dia a dia, como no caso de vocês ^^
Aproveite muito o que vocês têm! Felicidades aos dois!
Beijão, querida!

Carol disse... [Responder comentário]

Que inveja do seu amor pelo seu namorado...
Um texto assim tão cheio de carinho merece ser escrito toda hora, você está de parabéns com tudo isso...
Enfim, como ainda não tenho uma pessoa pra sonhar, sonho com os dos livros mesmo ;) hahaha
Felicidades para os dois =)

Beeijos.
#Resenha falada.

Bel Reyes disse... [Responder comentário]

Parabéns!

Eu quase nunca comento posts, mas resolvi escrever no seu porque me emocionou bastante.

"O meu amor é melhor do que qualquer personagem gracinha de romances YA. Ele é melhor porque é real e eu não tenho que dividir com nenhuma protagonista mais interessante que eu (...) [e] ele não some quando você acorda" - Adorei essa parte porque é a verdade, mas discordo quando diz que as pessoas não se apaixonam pela aparência....

Enfim, seu post é uma linda declaração de amor real. Espero um dia conseguir fugir da ficção e encontrar um guri tão companheiro como o teu parece ser.

Bel.

Eduarda Menezes disse... [Responder comentário]

Lu, seu texto é lindo, eu não me importaria nenhum pouco em ler vários outros no mesmo estilo! ^^
O amor da vida real não é aquele romantizado pelos contos de fadas dos livros, mas é isso que o torna ainda mais especial: ele é real! Amamos os nossos namorados, mesmo com as imperfeições (até porque também não somos como as mocinhas dos livros e somos cheias de defeitos também) pois sabemos que o que importa acima de tudo é o sentimento que nutrimos um pelo outro, a construção de uma história sólida e feliz, e as declarações de amor contidas nos pequenos detalhes! Esse é o tipo de amor mais bonito e duradouro! =)
Beijos!!

palavrasdeumlivro disse... [Responder comentário]

Oi, achei o seu texto simplesmente incrível, e tomara que veja mais, porque esse texto ta lindo demais, de verdade. E eu achei lindo demais o seu amor por seu namorado *-* E eu amei o trecho:
"Aí eu percebi que não vão vai ter St Clair’s, Ian’s, Jaces na nossa vida. Eles são personagens fictícios e por mais que nos doa reconhecer isso, é a verdade. E se não pararmos de procurar caras que idealizamos, nunca vamos perceber os incríveis que estão por aí. Mas tem que gostar de ler, porque se não perde 50% da credibilidade. E senso de humor é imprescindível."
Bjs

http://palavrasdeumlivro.blogspot.com/

Gabriela Wegner disse... [Responder comentário]

Meu Deus, Lu!
Já disse que AMO, AMO, AMO, AMO E AMO MAIS ESSA COLUNA? *O*
Esse texto ficou perfeito!
É incrível o jeito com que você fala do seu namorado, é tão sincero, tão real, tão fofo!
É bom receber uma dose de realidade na cara!
Mas eu sei, que para mim, o meu namorado vai ser o príncipe da Cinderela, misturado com o Joe, o St. Clair, o John... Para mim, ele vai ser um pouco de cada! :P
Seus textos são perfeitos! Quando você virar escritora, não esqueça de mim, ok?
Vou fazer um fã clube! ahahaha Estou falando sério!
Um beijo!

Flávia Pachêco disse... [Responder comentário]

Lu, eu adoro essa coluna, continue com ela porque seus textos são muito fofos *-*
E ownt, sua relação com seu namorado parece ser tão meiga!! É muito melhor um amor da vida real, porque simplesmente é real, não tem nem comparação né?! Infelizmente ainda não achei meu amorzinho, já discuti com ele porque tá demorando demais pra aparecer na minha sabe, rsrsrs, mas sei que um dia, quando eu menos esperar, BUM, vai acontecer e vou me apaixonar, haha.
Desejo toda a felicidade do mundo pra vocês dois, que esse namoro dure por muito e muito tempo, e que continue tão puro e sincero! Fofos demais *-*

Beijos,
@flafsbp
{ http://17ezesseteinvernos.blogspot.com/ }

Samuely B B L disse... [Responder comentário]

po, que foda ;x
/\ ta eu sei que isso nao foi um comentario educado hahha
mas tomara que conte!!

Mandinha disse... [Responder comentário]

Lu, pare de falar que esses textos são bobagens! Eu adoro! [Esse é o segundo que leio se não me engano...Mas, me lembro do primeiro que li e sei que adorei! E pelos comentários da pra ver que não agrada somente a mim! ;)]
Amei esse seu texto Lu, muito mesmo! E independente do que digam os padrões, a história de vocês é única e linda! Não os conheço pessoalmente, mas pelo que li... Imaginei um casal lindo e apaixonado! *-*

Beijos,
Amanda || Lendo & Comentando
^_^

Nana disse... [Responder comentário]

Ah Lu, não fala assim.. você é uma fofa.. adoro seus textos haha
E realmente, acho que tudo tem uma hora certa, e pessoa certa..tem sempre alguém que combina pelo menos com um quarto dos nossos caquinhos, ou pelo menos compreende.

Adorei o texto! E ri com a parte das Panicats

Ryan é lindo mesmo *.*

beijos - Feliz dia Internacional da Mulher.
Nana - Obsession Valley

Paloma Viricio:: Jornalismo na Alma:: disse... [Responder comentário]

Bobinho nada! Gostei muito do texto...fofo e verdadeiro. Gostei do blog num contexto geral tbm. Você tem razão...personagens de livros são tudo de bom, mas a vida real reserva pessoas que podem não ser perfeitas mas são muito especiais para nós!Ser perfeito tbm deve ser tão chato!^^
Tô seguindo aqui...se puder retribuir ficarei feliz!
Beijos!
http://palomaviricio.blogspot.com

Camila Costa disse... [Responder comentário]

Nunca que eu abandonaria o blog depois desse post! Adoro relatos pessoais ou alguma coisa mais íntima do blogueiro que nos mostra quem é a pessoa por trás das resenhas, acho que todo blog deveria ter um espacinho assim para nos conhecermos melhor *-*
P.S.: felicidades para você e seu namorado *-* amar é a melhor coisa! *-*

Gabriela Orlandin disse... [Responder comentário]

Oi, Lu!
Vou te dizer, eu poderia ter escrito esse texto, porque tenho um namorado igualzinho, que vibra comigo a cada conquista no blog, que me incentiva a postar coisas diferentes, que me dá dicas do que fazer, que lê meus posts e resenhas, enfim. E que gosta de leer!!! =D
Ah, e nós também não visitamos França, e sim... Buenos Aires! Coincidência, né?! =D
Eu adorei o texto!
Beijos.

territoriodascompradorasdelivro disse... [Responder comentário]

Oii, primeira visitinha por aqui o/
Adorei muito o seu blog! Muito fofo...
Estarei comentando seus post!
E aguardando mais post lindos como este.
Seguindo, me segue também!
Território das garotas
@territoriodg
Bjss *-*
http://territoriodascompradorasdelivro.blogspot.com/

Danni disse... [Responder comentário]

Amei o texto, Lua! *-* Eu meio que sou assim cheia de expectativas quanto aos homens e tal ~espero o príncipe encantado e blablabla~, e acho que isso é algo que tenho que mudar porque ninguém é perfeito né?

Beijos :*
ps: não esquece que eu serei a primeira a comprar teu livro e quero autografado viu? u.u

Luara Cardoso disse... [Responder comentário]

Nossa, babei no seu texto! Juro pra você que eu to tentando encontrar um cara que goste de ler, mas é difícil viu? Eu não tenho expectativas quanto aos homens, mas sempre tem aquela pitadinha de contos de fadas nos nossos sonhos, não é verdade?
Enfim, você deu uma sorte danada! Acho que eu ainda não tirei essa sorte. Mas quem sabe, não é mesmo? AUHSHSUAH
Enfim. Acho que o que você escreveu só vai fazer seus leitores te amarem mais e mais!

Um beijo,
Luara - Estante Vertical

Danzinha disse... [Responder comentário]

Que lindo!! De verdade, pode escrever textos assim toda hora, que não nos cansaríamos de ler. É muito bonito ver um relacionamento assim, que não se tem vergonha de mostrar o quão especial o outro é. Muito bonito. Acho que os romances dos livros nos fazem sonha porque acontecem muito facilmente, são sempre tão perfeitos, mas acredito que a realidade é sempre melhor, vivenciar é bem melhor que sonhar.

Parabéns pelo texto amor.

Beijos

Amigas entre Livros

Gabriele Santos disse... [Responder comentário]

Acho que passei a gostar mais ainda do blog depois deste texto rsrs.
Me identifiquei muito com suas palavras.
Meu namorado ler e escreve, tem um senso de humor incrível e é a pessoa que mais me faz sorrir *--*
Adorei o texto demais e com certeza a imaginação é incrível mas a realidade pode ser ainda melhor.
\o/

Ana Ferreira disse... [Responder comentário]

Lu, nenhum de seus leitores vai te abandonar por causa de um texto desses. Muito pelo contrário, a gente só se aproxima mais ao conhecer um lado tão pessoal da blogueira.
Tudo que você escreveu ficou impregnado de carinho e de verdade, realmente. Também já fui do tipo extremamente romântica, cheia de idealizações do que deveria ser o homem perfeito e acabei deixando muitos caras legais passarem por mim. No final das contas, fiz todas as escolhas erradas possíveis, mas encontrei meu namorado, que é uma pessoa muito boa e me quer bem, acima de tudo. E lê \o/ heieuhiuehiuhiuhi

Um beijo!
Ana - Na Parede do Quarto

Bruno Medeiros disse... [Responder comentário]

Ninguém vai deixar de seguir o blog.. ao contrário, irão seguir mais! E vem cá.. tu nunca pensou em escrever um conto e mandar para alguma editora? Tu escreve tão bem, o teu amor com teu namorado é tão real, tão brasileiro, tão sem lobisomens e vampiros, tão emocionante que... ah pera, vo lá arrumar uma namorada para ver se encontro inspirações!

SUAIHIUSAHIUSISU!

Evellyn disse... [Responder comentário]

Ahh
que lindo Luana!
Poxa, não tem nada de bobo no texto, curti demais! Achei lindo e fofo...
Ele ate me deixou em duvida se isso é ficção ou verdade! rs
Enfim, gostei sim!

bjs
Evellyn!

Ni disse... [Responder comentário]

Ai que amor! Aw! Também achei super fofo. Poxa, deveria ter postado uma foto sua com seu namorado para ilustrar seu post super gracinha. Hahahaha, adorei. Ri com as ultimas frases. Concordo com tudo! Acho que vai acontecer o contrário, dona moça, depois desse post aguardo ansiosamente o próximo post dessa coluna cigana!

Adriel Christian disse... [Responder comentário]

Bobo, esse texto não tem nada de bobo!
É tão lindo quando estamos amando e vemos que esse amor que oferecemos é retribuído. Ainda busco um romance como este, contudo, acredito naquele velho lema "pra tudo há um tempo".

Laura, se esse amor vai durar pra sempre só o tempo poderá dizer, mas eu te digo uma coisa: aproveite tudo o que esse namoro pode te oferecer, aproveite até mesmo os momentos ruins (aquelas briguinhas saudáveis), às vezes momentos ruins nos ajudam a trazer pra nossa vida uma nova concepção sobre tudo, ou nada, né?!

Fico feliz em saber que mesmo você lendo vários romances tu não se deixou se levar pelas estórias e quis construir a sua história, mas não uma coisa artificial, mas uma bela história de amor cujo o final pertence ao destino.

Deixa eu parar de escrever, acho que tem muita coisa repetida neste comentário. :-)

Bjs!

P.s: ame sem medo de ser feliz, a pior coisa que pode acontecer é você sofrer por amor, entrar numa deprê e blá blá blá... Mas, no final tu sairá ilesa do romance e vai dizer a todos que caiu, levantou e agora está em pé pronta pra outra queda!

Andressa Tomaz disse... [Responder comentário]

Oi Lu!
Nossa que texto lindo! Me emocionei muito com ele pois é exatamente como me sinto. Sempre achei que eu iria me apaixonar como nos filmes ou nos livros, com aquele sorriso torto e por um cara de olhos verdes (personagens geralmente tem olhos claros), mas não foi assim. Foi na faculdade, eu não reparava nele e ele reparava em mim, começamos a conversar por orkut. Minha mãe também achava um pouco estranho mas acho que ela entende!

Enfim, não trocaria meu namorado por um personagem também. Com todos os defeitos dele, é perfeito pra mim.
Adorei mesmo o post!
Beijos.

ka macedo disse... [Responder comentário]

Ownn, isso foi muito fofo, Lu, mas, mesmo com esse lado bonitinho, entendo seu ponto.
É verdade que com todos esses mocinhos maravilhosos acabamos nos esquecendo da realidade e querendo nosso próprio principe encantado ao estilo personagens de livros. Confesso que já fui uma dessas pessoas que se deixou levar por esse tipo de coisa, mas agora sou bemm mais pé no chão e sei separar o real do irreal. Sempre teremos essa paixão por alguns personagens, mas temos que ter consciencia de que eles não existem.
E o seu texto está lindo, bem emocional e super bem escrito! Um amor mesmo. Tenho certeza que seu namorado amou (se ele for do estilo romantico, haha).
E não entendo como alguém poderia abandonar o blog depois de ler um texto belo como esse, não faz sentido, de verdade!
Parabéns pelo texto Lu.

Beijoos

lovely melody disse... [Responder comentário]

Nossa, que texto mais fofo! Gostei mesmo, super real, super romântico ao mesmo tempo. Que bom que você sabe demonstrar quanto o SEU namorado é especial -- mesmo que jamais deixe de curtir um herói literário! :) Beijos!

Nathalia Bragança disse... [Responder comentário]

Ai que coisa mais linda, menina! Que cabeça boa essa sua. :) Sou apenas três anos mais velha, mas era de se esperar que eu pensasse mais como você, e não, ainda estou perdidamente apaixonada em personagens. Então muito bom ler isso aqui, tipo um wake-up call mesmo. Espero que posts assim continuem! Como já disse em algum comentário anterior, encontrei seu blog hoje. Tão bonito! Bom, boa semana, e a você e seu amor, desejo só o melhor. Beijos!

Postar um comentário

Os comentários serão retribuidos em seu blog, desde que não sejam de carater apenas de divulgação. Comente o que realmente achou! Obrigada :)