Marta - Breno Melo

Título: Marta
Autor(a): Breno Melo
Editora: Schoba
Numero de páginas: 216
ISBN: 9788580130140
Quando aceitei fazer parte do booktour de Marta, eu tinha muito pouca idéia do que se tratava. A única informação precisa que eu tinha era que a protagonista que dá nome ao livro era bipolar. Logo me interessei, pois histórias que tratam da mente humana sempre me despertaram grande fascínio e respeito, visto que é uma área difícil de ser estudada e provavelmente, de ser escrita.
Marta é uma adolescente bipolar que vive em Córdoba, na Argentina, faz faculdade de Jornalismo e mora com duas companheiras e amigas, Naila e Silvia - A amizade das três é igual às que eu tenho, que você tem, e isso permite que nos identifiquemos com aquela relação bem trabalhada -, mas não consegue ser feliz por completo por ter deixado seu grande amor, João, em sua antiga cidade, LaFalda.
Logo no inicio, Breno Melo nos apresenta três tipos de leitura que podem ser feitas, em cima de Marta. Nos alerta que seu romance de estréia pode ser analisado pelas seguintes ópticas: a popular, a médica, a filosófica e a pessoal. O que me faz ter certeza que eu faço parte da leitura popular e, quem sabe, pessoal é que eu não consegui encontrar o transtorno bipolar em nenhuma hora, na protagonista. Para mim, ela parecia uma adolescente influenciável e insegura, como milhões que temos mundo afora. As lamentações por estar longe de João e a certeza que seria sempre infeliz sem seu amado foram características melodramáticas e um tanto exageradas, mas não bipolares. (Isso pareceu ocorrer com muitos que leram, mas nenhum de nós, blogueiros, temos estudo sobre o assunto, o que quer dizer que pode muito bem ter sido falha nossa)
O que mais me cativou durante a leitura foi, sem duvidas, a maneira de escrever de Breno. A escrita dele é muito precisa e ao mesmo tempo, poética – alguns autores tentam instalar uma linguagem mais lírica e acaba soando forçado e premeditado, algo que não acontece na narrativa de Breno; tudo flui. Sabia conduzir o leitor e o envolver nos acontecimentos da vida de Marta e fazia referencias agradabilíssimas de serem lidas. As metáforas, figuras de linguagens e a forma impessoal, mas não distante do narrador – um psicólogo -, foram extremamente bem empregadas. Entretanto, a temática do livro; o enredo em si, não me cativou.
Provavelmente, essa falta de encantamento com a proposta do livro seja questão de afinidade. O livro não é meloso no sentido “juras de amor entre adolescentes”, mas me pareceu um pouco obsessivo. O que é normal entre os não correspondidos no amor: o amado se torna o centro dos pensamentos, mas continua não sendo uma faceta que me agrade. O final terminou de forma abrupta e eu senti uma pontinha de decepção pela maneira como se tem o desfecho; apesar de surpreendente, me deixou com algumas interrogações.
Foi uma agradável surpresa para mim, que a história não tenha sido o ponto forte e sim a escrita do autor. Marta pode não ter sido uma leitura muito apreciada pelo meu gosto literário menos sensível, mas com certeza me deu orgulho dos autores brasileiros, já que fica obvio que talento é o que  não falta para Breno Melo.
Classificação:
3 de 5. (Bom)

18 comentários:

Julia disse... [Responder comentário]

Oi Lu! Eu já tinha lido algumas uma resenha desse livro e ela teve praticamente a mesma opinião que você. Não sei se é uma estória que eu me interessaria muito, pelo o que você falou. Também aamo esses livros que tratam da mente humana, do jeito que nós agimos sobre algumas circunstâncias e como a vida de uma pessoa faz efeito sobre a outra, mas não sei se gostaria desse.
Beijos

thebooksthief.blogspot.com

Flávia Pachêco disse... [Responder comentário]

Oláa Lu!

Eu já tinha visto banners desse booktour em alguns blogs, mas não tinha chegado a ler sinopse e nem resenha em nenhum deles.
O que mais me chamou atenção e me agradou foi que a história de passa em Córdoba. Minha professora de Espanhol fez dois intercâmbios para essa cidade, e todos que foram voltaram falando super bem, o quão maravilhosa foi a experiência. Fiquei morrendo de inveja e queria muito ter ido, pena que mamãe não deixou :/ Mas enfim...
Acho que eu também leria pela ótica popular, rsrs. Pelo tema, logo de cara não gostei muito, não é algo que me agrade, mas talvez pudesse me surpreender um pouco. O melhor de tudo é que, mesmo sem ter lido, por tudo o que você disse, consegui me sentir orgulhosa pelo Breno, haha. É realmente um enorme orgulho ter escritores nacionais tão bons né?! Fico super feliz por isso! Ótima resenha ^^

Beijão,
@flafsbp
{ http://17ezesseteinvernos.blogspot.com/ }

Giil Almeida disse... [Responder comentário]

Acompanhei algumas resenhas desse livro de blogs que participaram, e ouvi algumas críticas negativas e outras positivas sobre ele. Gostei da resenha e da forma que expressou sua opinião sobre o livro, as vezes uma história não nos cativa muito, mas, não quer dizer que o autor seja ruim.

Bjos,
Verbologia Pink

Natalia Dantas disse... [Responder comentário]

Ótima resenha Lu!
Tenho interesse em ler esse livro, vejo em alguns blog que ele tem alguns pontos negativos, mais também pontos positivos.
De certo modo, creio que os autores nacionais, tem alcançado criticas positivas, dando orgulho a todos os leitores!

Beijos :*
Natalia.

Lendo e Comentando disse... [Responder comentário]

Oi, Lu!

Não sabia que a protagonista era bipolar. Interessante a proposta do autor. Hm, que pena que a bipolaridade da personagem não foi bem trabalhada ao que parece. Bom, eu não conheço ninguém bipolar, então... Não sei como é realmente o comportamento de uma pessoa assim. :$ Realmente... nós não temos conhecimento sobre como uma pessoa com esse transtorno se comporta né? Mas pelas suas descrições sobre o comportamento dela também não parece que ela seja bipolar. Que bom que a narrativa do autor flui bem, isso é importante pra que a leitura não se torne arrastada, né? Então, tomara que o Breno publique um novo livro e que dessa vez tanto a história quanto a narrativa te agradem. :]

Beijos,
Amanda || Lendo & Comentando
^_^

Eduarda Menezes disse... [Responder comentário]

Oi Luluzinha :)
Já ouvi alguns outros blogueiros comentarem que não identificaram a bipolaridade na personagem. Mas quem sabe é como você disse, a gente que não entenda muito bem do assunto.
A história de cara, não me desperta tanto a atenção, porém fico curiosa para ler, até devido a ótima narrativa do autor, que de tanto comentarem não tenho dúvidas de que seja muito boa mesmo.
Ia participar do BT, mas por sorte acabei ganhando um livro em um sorteio. Desse ano não passa, estou ficando cada vez mais curiosa!
Beijos!

Nicholas disse... [Responder comentário]

Oi Luana!
Eu confesso que essa capa não me cativou :/
Mas o enrendo e as resenhas que li sobre ele, fizeram com que eu tivesse uma vontade de conferir o enrendo sim.
Essas escrita poética que vc cita, não é minha praia. Então de começo, com certeza eu iria estranhar. Mas nada que eu n pudesse me acostumar né?
mas o livro não foi tão assim pra você, como vejo na resenha. e entendo o pq pelos pontos que vc nos mostrou. Mas é sempre bom sair da nossa zona de conforto né?

bjs,
Nicholas - Tudo por um livro.

Thaís Varine disse... [Responder comentário]

Eu fiquei pensando se deveria participar do booktour ou não que uma blogueira tinha organizado, mas no final me decidi que já tinha livros suficiente em casa esperando pela minha leitura e que não seria nada bom colocar mais um. Gostei da sua opinião. Foi bem clara e objetiva. Mostrou o porque não gostou tanto e o que te agradou ;D

Beijos

Karine Marinho disse... [Responder comentário]

Um dos livros que eu li e mais gostei tratavam de um transtorno bipolar então quando vi isso não sua resenha falei: lerei, mas quando continuei me desanimei um pouco já que, se vocÊ não gostou tanto, imagina eu lendo e comparando com um dos meus preferidos?
Beijos,K.
Girl Spoiled

Danni disse... [Responder comentário]

Eu já tinha visto esse livro em algum lugar mas não sabia do que se tratava... Achei interessante o fato de tratar de uma mulher que tem bipolaridade mas pela sua resenha eu acho que não é um livro que eu leria. Mas as vzes acontece comigo tb de não gostar do livro, mas gostar da escrita do autor :)

Beijos :*

palavrasdeumlivro disse... [Responder comentário]

Adorei a resenha, sempre que via esse livro, ele nunca me chamou muito a atenção, mas ele parece ser muito bom, estou louca para lê-lo agora.
Bjs

http://palavrasdeumlivro.blogspot.com/

Nana disse... [Responder comentário]

Oi Lu!
To sempre lendo resenhas sobre esse livro, e ainda não sei se quero ler.. rs
Estranho colocar uma adolescente 'bipolar' sabendo que adolescentes são normalmente assim..acho que foi por isso que você não viu nada demais, eu também não perceberia.

Adoro a capa, acho a arte bem bonita.

beijos e uma ótima semana
NANA - OBSESSION VALLEY

Caline disse... [Responder comentário]

Oi Luana, nunca tinha lido nada sobre esse livro logo fiquei bastante curiosa sobre o que se tratava.
A capa não entrega muita coisa, o título também não, nunca imaginei que a história tivesse uma protagonista bipolar. Nunca li nada com esse enredo, se dúvida deve ser bem interessante. A mente humana é realmente cheia de mistérios e extremamente fascinante.
É uma pena que o livro com tantos ingredientes legais não tenha te cativado.
Mesmo assim anotei o nome e quero poder lê-lo assim que tiver chance.

Beijos, Caline
Mundo de Papel

disse... [Responder comentário]

Hey Luana!
O nome do autor não me é estranho, mas eu não lembro de ter ouvido falar deste livro... Mas de qualquer eu achei bem legal o fato de a protagonista ser bipolar, só que pelo jeito parece que isso não é tão importante para a história (decepção, haha).
Eu também não gosto desses amores obsessivos, não! Nem na vida real, muito menos em livro, me cansa ficar ouvindo só sobre aquilo, sobre o amor impossível/não correspondido da pessoa.
Eu não me interessei muito pela leitura desse não. Talvez para conhecer o autor (e a narrativa que pelo jeito é maravilhosa).
Ótima resenha. xx

Aione Simões disse... [Responder comentário]

Oi Lu!
A escrita do Breno é mesmo ótima, não é?
Também foi uma das coisas que mais me chamou a atenção, mais do que a própria história! Acho que o ponto alto pra mim foram as referências e reflexões ^^
Obrigada por ter participado do BT!
Beijão!

Luara Cardoso disse... [Responder comentário]

Oi Lu!
Eu também recebi um convite para participar de um BT desse livro mas eu acabei nem participando.
Achei que o livro fosse tratar mais sobre o transtorno bipolar e eu realmente não estava em um momento que eu queria ler alguma coisa que acrescentasse mais drama para a minha vida.
Mas lendo sua resenha eu acabei me decepcionando. Eu realmente esperava outra coisa totalmente diferente do livro.
Apesar de ser um autor nacional - e eu tento apoiar a literatura brasileira - esse não é um livro que eu diria: "quero ler". É mais um livro do tipo: "talvez eu leia".
Mas parabéns pela resenha, eu adoro a sua sinceridade! E como você deve saber, tá cada vez mais difícil de ver isso por aí.

Um beijo,
Luara - Estante Vertical

Vanessa disse... [Responder comentário]

Promoção Leitura Sem Censura

São 8 livros hot, esperando por você:

Filha da Tempestade; Amante Desperto; Belíssima; O beijo da Meia Noite; Quase Verdade; Amante da Fantasia; Rosa do Inverno e A Caminho da Sepultura.


Link: http://migre.me/8qYkz

Boa Sorte!!!! Até o dia 26/04.

Thalia disse... [Responder comentário]

é, o livro parece ser bom, mas não realmente meu tipo de gênero, é um talvez!

Postar um comentário

Os comentários serão retribuidos em seu blog, desde que não sejam de carater apenas de divulgação. Comente o que realmente achou! Obrigada :)