A mulher que gosta de falar #2

 
A mulher que gosta de falar é a nova “coluna” aqui do blog. Não terá  data fixa, porém. Postarei – um relato, uma curiosidade, um conto - quando estiver inspirada e quiser compartilhar algo mais pessoal com vocês. PS: Espero que não se entediem com minhas baboseiras.

Há poucas horas encontrei uma relíquia na estante poeirenta que fica escondida num quarto inabitável, no fundo da casa. Não foi difícil encontra-la, simplesmente procurei por uma lombada grossa e com gravuras e lá estava. O primeiro livro que eu li. Chama-se Um tesouro de conto de fadas e não posso discordar que o nome lhe caiu bem, ou pelo menos caiu bem ao meu achado. Suas folhas antes brancas estão amarelas com pontos amarronzados e a capa praticamente se descolou das páginas. Não era para menos, tampouco, já que a edição é de 1994. Sim, o primeiro livro que li foi lançado no Brasil no mesmo ano em que eu nasci! Não é mágico?! Não, na verdade não, mas são coincidências que me permitem sorrir ao pensar que não precisarei fazer cálculos ao dizer há quantos anos o livro existe, quando for exibi-lo para os filhos que eu um dia, pretendo ter. 

Imagino que quando tiverem interesse e idade para ler já terei quase quarenta anos e, seguindo a minha linha cronológica, o livro também. O livro mais velho que terei na estante, provavelmente. Será pelo menos o que primeiro me tocou. O primeiro contato que tive com a literatura, vejam só. E a julgar pela maneira desengonçada que escrevi meu nome na primeira página, contato que se iniciou aos 7 anos.

Mas enfim, divaguei.

O meu conto de fadas preferido é, sem duvidas, A bela e a fera. (No inicio era A princesa e a ervilha, aquele que diz que uma verdadeira princesa é sensível ao ponto de sentir a ervilha embaixo de vinte colchões, mas eu me “emputeci” depois de colocar uma bolinha de gude embaixo de almofadas e não sentir nenhum desconforto.) Ao contrário de outros contos nos quais o príncipe tinha que salvar a princesa ou se apaixonava perdidamente por sua beleza, A bela e a fera me ensinou que virtude é mais importante que aparência.

Bela não tinha nenhum interesse no bonitão da cidade, Gaston, e preferia passar seus dias lendo sobre aventuras que queria ter do que suspirar por um bom partido. Tampouco se importava com o que as pessoas pensassem de seu pai inventor; ela o achava brilhante e isso era tudo que importava. A família era tão importante para ela que sacrificou sua liberdade em detrimento da salvação do pai. Apesar de, no inicio, sentir medo e ficar hesitante quanto à aproximação da Fera, Bela não desprezou sua companhia. Ela entendeu, por fim, que a aparência da Fera podia não ser bela, mas com certeza seu coração era.

Foram três valiosas lições que aprendi há 10 anos e carrego comigo até hoje, mesmo que um pouco mais atualizadas: caras diferentes são quase sempre mais interessantes, a família sempre deve ficar em primeiro lugar e ler é muito, muito foda.



Não recordo exatamente, mas creio que tive uma reação parecida com a de cima. :)

21 comentários:

Flávia Pachêco disse... [Responder comentário]

Eu não consigo me lembrar qual o primeiro livro que eu li :/ Mas eu lembro que era apaixonada por contos de fadas! E que antes de eu aprender a ler, eu fazia meu pai me contar uma história todos os dias antes de dormir, haha.
Nunca parei pra pensar qual é o meu favorito, gosto de todos! Acho que é Cinderela, mas não sei explicar bem o motivo.
O conto de A Bela e a Fera é super encantador, e sabia que a minha irmã usou um vestido amarelo no aniversário de 15 anos dela? *-* Eu tive um sonho que eu conseguia fazer amizade com o Caio Castro (ator favorito dela), dai eu convencia ele de ir na festa da minha irmã fantasiado de fera e tirar a máscara na hora da valsa *0* rsrsrs. Quando eu tive esse sonho ainda não sabia que minha irmã queria o vestido amarelo, dai quando falei pra minha mãe ela ficou toda empolgada, rsrs. Ela foi atrás de uma "fera", e tem mesmo, é tipo uma agência de cavalheiros de honra, só que com a fera de príncipe, tem um show e tal, é incrível. Pena que foi de último hora, e com as confusões aqui em casa não conseguimos contratar :/ Se tivesse dado certo ia ser tão fofo né! Mas enfim..
Adoro essa coluna Lu!!

Beijos,
@flafsbp
{ http://17ezesseteinvernos.blogspot.com/ }

Samira, disse... [Responder comentário]

Eu tenho um livro assim, mas era minha mãe que lia pra mim quando eu não sabia ler. A história da Bela e da Fera é uma das minha preferidas também. Ela ensina muito mais do que A Cinderela (não tenho nada contra a Cinderela)e ler é com certeza MUITO foda.

http://thebookofmydreams.blogspot.com/

Carolina Mello disse... [Responder comentário]

Que bonitinho! *-*
Eu tenho até hoje o primeiro livro que ganhei e li. Ele se chama Clássicos Favoritos de Todos os Tempos e tem inclusive a estória de A Bela e a Fera. Mas o meu conto de fadas favoritos é A Pequena Sereia.

Luara Cardoso disse... [Responder comentário]

Ai que fofo! Eu não tenho mais o primeiro livro que eu li, pois doei para que a literatura pudesse atingir outras pessoas além de mim.
Enfim, realmente, é mágico o primeiro livro que você leu ter sido lançado no ano que você (ou nós, né) nasceu. Muito legal mesmo.
Quanto aos contos de fadas, eu prefiro Branca de Neve. Acho que é uma personificação das adversidades que você vai enfrentar na vida, sabe? Passei a gostar porque como eu sou branquinha, todo mundo sempre me chamava de Branca de Neve. Então passei a buscar e a gostar da história. :)

Simplesmente adorei a nova coluna, super legal mesmo.

Um beijo,
Luara - Estante Vertical

Bárbara Murat disse... [Responder comentário]

Eu não me lembro qual foi o primeiro livro que li, mas acho que foi um dos contos de fadas, só não me lembro qual... Sabe quando vem vários em uma caixinha? Então..
Adoro essa coluna, é tão bem escrita (como todos os outros posts, mas enfim).
A Bela e a Fera é com certeza, muito bonito e passa uma lição muito valiosa mesmo!
Concordo plenamente que ler é muito foda!

Beijos.

Gabriela Wegner disse... [Responder comentário]

Oi Lu!
O primeiro livro que li, foi o "Lições de Princesa", da Meg Cabot... O primeiro "LIVRO DE VERDADE".
Adorei o texto e, como já devo ter dito, ADOREI essa coluna!
Eu também ADORO a história da Bela e a Fera! É uma das minhas preferidas.. Acho que uma das mais puras que já li!
Beijos.

Nana disse... [Responder comentário]

Oi Lu!
Não conhecia esse livro mesmo! HAHA
O primeiro que li se chamava: O Coelhinho que não era de Páscoa.. nem tenho ele mais, acho que minha mãe doou.

Acredita que nunca assisti A Bela e a Fera?

Ah! Leio sim o final quando começo a ler o livro, ou quando estou na metade.. mas aí quando tem nome de personagem que não conheço, ainda, não entendo nada hahaha

Beijos
Nana - Obsession Valley

Camila Costa disse... [Responder comentário]

Nooossa que sorte! Eu queria ter os 2 primeiros livros que eu li, duas edições encadernadas de Chapeuzinho Vermelho e A Bela Adormecida. Na minha infancia esses sempre foram meus contos de fadas favoritos, até eu conhecer O Patinho Feio e Cinderela hahaha pena que minha mãe doou senão eu também levaria comigo para sempre!
Beijooos

CC
blogcabelosaovento.blogspot.com

Evellyn disse... [Responder comentário]

AHhh
eu nunca que lembrarei o 1º livro que li! Minha ma~e é professora e sempre me comprou livros e eu tb lia para 'a escola' então não sei qual foi o 1º exatamente!
Agora de contos de fada, eu sempre tive algo com A Bela Adormecida embora seja o desenho que eu menos vi... O que eu mais 'via' era Cinderela... Mas eu amava o 'Barba Azul' (mas não tem fada nele) e meu desenho favorito EVER sempre foi Alladin! rs
Ri mt com sua conclusão sobre a princesa e a ervilha.. poxa, deve ter irritado mesmo!
Amei a coluna, o final ta um arraso! rs

bjs
Evellyn!

Danni disse... [Responder comentário]

Amei seu texto, Lua! Você escreve mil vezes melhor que eu viu? *-* "A mulher que gosta de falar" é uma coluna ótima e "a bela e a fera" é meu conto de fadas predileto!!

Beijos :*
ps: E então, gostou da música? :)

Jessica Carvalho disse... [Responder comentário]

Ah, que ótimo seu post! Eu não faço ideia do primeiro livro que li, mas lembro do primeiro pelo qual me apaixonei (Harry Potter). É tão bom lembrar este tipo de coisa q influencio nossa vida de um jeito tão bom, néh?

Eu tmb adoro a Bela e a Fera, é um conto tão diferente e cativante! Me indentifico tanto com a bela, por ñ se achar uma garota que anseia novos lugares, e ama leitura...

Bjus =*

Thais Priscilla disse... [Responder comentário]

Adorei o post *-*
Eu não sei qual conto de fadas é o meu favorito por gosto de tudo um pouco.

Beijocas,
Thais Priscilla
http://thaypriscilla.blogspot.com

Renata Leite disse... [Responder comentário]

Oi!
Ownt que fofinho esse post. Não me recordo do primeiro livro que eu li, mais deve ser uma estória do gênero. Adorei a coluna, é realmente muito interessante!

Beijos ^^

Just Livros disse... [Responder comentário]

post lindo *-* concordo com suas três lições e realmente elas são valiosas e servem pra todo mundo.

Passa lá no meu blog? Tem Promoção:
http://just-livros.blogspot.com/

Laís Doce disse... [Responder comentário]

Olá! Está rolando uma promoção bem legal lá no blog. Confere lá: http://laisdoce.blogspot.com/2012/01/promocao.html

ka macedo disse... [Responder comentário]

Lu, A Bela e a Fera também é definitivamente meu conto de fadas favorito. Eu aprendi a amá-lo através da paixão da minha mãe pela estória. A primeira vez que o vi, provavelmente não entendi nada, mas depois de assisti-lo tantas vezes ao longo dos anos, eu entendia cada vez mais da estória e até hoje me vendo aprendendo mais e mais com esse conto. E, como você, também trago até hoje tudo o que A Bela e a Fera ensina. E com certeza levarei esses valores comigo a vida toda :)
O engraçado (que eu reparei nesse final de semana quando fui ver o filme em 3D) é que eu percebi que sou parecida até demais com a Bella. Talvez eu até tenha usado-a, inconscientemente, como modelo enquanto crescia.

Beijooos

Caline disse... [Responder comentário]

Adorei suas três lições valiosas, são verdades incontestáveis.
Queria ter o primeiro livro que eu li, mas a verdade é que eu nem lembro exatamente qual foi.

Adorei a coluna.

Beijos, caline
Mundo de Papel

Pabline disse... [Responder comentário]

Infelizmente não me lembro qual foi o primeiro livro que li :/
Sei que foi um conto de fadas, mas não me lembro ao certo qual era...
Bom, amei suas palavras. A Bela e a Fera é realmente uma estória muito legal. Ensina coisas valiosas. Além de trazer toda uma magia de criança, que faz as coisas parecerem serem sempre possíveis apesar das dificuldades.
Amo essa coluna *.*
Bjão!

-Amigas Entre Livros-

Ana Ferreira disse... [Responder comentário]

Lu,

Não tinha visto essa coluna pelo blog até então, mas adorei a ideia. Acho sempre válido que os blogueiros compartilhem um lado mais pessoal com seus leitores, dá aquele ar de aconchego até, eu diria.

Interessante você falar do seu primeiro livro mas eu, assim como outras pessoas comentaram, não lembro do primeiro livro que li. Infelizmente, pois se soubesse a importância que esse simples momento viria a ter no futuro, eu lembraria de tudo. haha

Sigamos adiante, eu achei muito divertida a parte que você disse que se "emputeceu" ao colocar uma bolinha de gude embaixo da almofada e não tê-la sentido kkkkkkkkkk

"A Bela e a Fera" também é o meu conto de fadas predileto, e passei a compreendê-lo melhor conforme fui crescendo, acolhendo a sua delicadeza. Acho que passou no ano passado na Globo e olha, chorei como criança na parte em que o Gaston tenta matar a Fera.

Ah, o prazer de ler...

Beijinhos,
Ana - Na Parede do Quarto

Eduarda Menezes disse... [Responder comentário]

Luu, me emocionei e fiquei arrepiada com esse post! Eu adoro a Bela e a Fera, tanto que sei o filme todo decorado até hoje e nossa, realmente as lições que a gente aprende são pro resto da vista né?? Sem dúvida alguma é o melhor conto de fadas de todos os tempos! Adorei a forma que você desenvolve esse post! ^^
Também nunca vi sentido naquele conto da princesa e da ervilha, é meio nada a ver e não deixa uma mensagem legal ao meu ver!
Lembro que o primeiro livro que li foi O Bichinho Que Queria Crescer, mas infelizmente não o tenho mais =/ Realmente é algo muito precioso para se ter guardado!

Beijão!

Postar um comentário

Os comentários serão retribuidos em seu blog, desde que não sejam de carater apenas de divulgação. Comente o que realmente achou! Obrigada :)