Os treze porquês

Desde que li sobre esse livro, fiquei instantaneamente intrigada. A primeira coisa que pensei foi “ele deve ser, no mínimo, interessante”. Bom, some isso a dezenas de outras qualidades melhores ainda e você terá esse livro. Os treze porquês é, provavelmente, um dos livros mais fodas que já li. Tá certo que eu não estou estabelecendo um padrão muito elevado, mas ainda sim. O formato do livro é excepcionalmente incomum e você se apaixona completamente pelo tema. É curioso e o suspense está presente em todas as páginas. Em cada parágrafo, cada linha, tudo está interligado e você se torna prisioneiro da leitura. Você precisa terminar de ler, precisa saber do final mesmo que, tecnicamente, você já saiba.

Olá, meninos e meninas. Quem fala aqui é Hannah Baker. Ao vivo e em estéreo. Sem promessa de retorno. Sem bis. E, desta vez, sem atender aos pedidos da platéia. Espero que vocês estejam prontos, porque vou contar aqui a história da minha vida. Mais especificamente, por que ela chegou ao fim. E, se estiver escutando estas fitas você é um dos motivos. (Escute a narração da primeira parte em inglês apertando play >

Antes de ler o livro, eu encontrei um blog com alguns anexos realmente interessantes. Coisas como pequenos mapas ou fotos dos supostos colegas de classe da garota. Existem, também, treze fitas que foram gravadas por uma garota americana. Algo como um áudio book, mas só com as partes cruciais do livro. Antes de ler o livro, eu ouvi essa primeira parte que disponibilizei acima e fiquei apaixonada pela história. Quando li o livro, esse primeiro parágrafo soou na minha cabeça com a voz da garota. Como se Hannah Baker estivesse ali, do meu lado, sussurrando tudo diretamente em minha orelha.

Os treze porquês é um livro escrito por Jay Asher e publicado pela editora Ática. Conta a história de Hannah Baker, uma adolescente com alguns problemas com os quais não consegue lidar. Não são problemas catastróficos, se você pensar bem, são aquelas pequenas coisas que vão crescendo e crescendo num efeito bola de neve até um ponto em que você sabe que não aguenta mais. Hannah, então, resolve cometer suicídio, e deixar em fitas cassetes o motivo que a levou a essa decisão. Os motivos, devo dizer. Cada fita corresponde a uma pessoa diferente e cada pessoa corresponde a um motivo.

Sabe aquele livro que você lê em duas horas e sente aquele ciúme absurdo, mas ao mesmo tempo, quer gritar para o mundo inteiro “você precisa ler esse livro”? É exatamente o que acontece com Os Treze Porquês. Ele deixa você obcecada.




6 comentários:

Sâmi C. disse... [Responder comentário]

Oi flor :)
Adoreeei o seu blog, tudo muuito lindo!
Parabéns :DDD
Tenha uma liiiinda semana!
Beeijos

PS: Já estou seguindo aqui, me segue também?

Luana Feres disse... [Responder comentário]

Procure, Monique, eu super recomendo!

Nem é de terror, é de suspense. :)

Voce tá gostando, Lua? Que otimoo. :) Vou seguir.

Obrigada Sami, irei seguir. Beijos fofa.

Lol suzart disse... [Responder comentário]

estou totalmente louca atras desse livro, mas nas livrarias que procurei disseram que não esta de acordo com a reforma ortografica, vou comprar pela net mesmo *-*
amei a resenha :D
http://docesensations.blogspot.com/

Postar um comentário

Os comentários serão retribuidos em seu blog, desde que não sejam de carater apenas de divulgação. Comente o que realmente achou! Obrigada :)